segunda-feira, 24 de maio de 2010

MORTAL KOMBAT

AH fala sério...quem nunca jogou Mortal Kombat? Nunca deu umas voadoras com o Liu Kang, umas sumidinhas com o Raiden, ou arriscou um fatality? (tá, isso talvez não se aplique para as meninas)
Mas vc ja parou pra pensar como seria Mortal Kombat EMO?
Acho que seria mais ou menos assim....




o "Mortal Kombat" do ferão, realmente da medo, não?

domingo, 23 de maio de 2010

Eu ri! Part 2

Continuando com a série depois de alguns dias de descanso mental, espiritual e um retiro alcoólico =)

Conheçam Michael Courtemanche.

Canadense, nasceu em 11 de dezembro de 1964 em Laval.
Um grande comediante que usa de suas habilidades e técnicas vocais e interação com objetos invisíveis para criar personagens sensacionais, como o golfista, o samurai o alterofilista entre outros.





quinta-feira, 13 de maio de 2010

Eu ri!

Bem amiguinhos, nessa série nova de postagens no blog, vou postar textos, vídeos e fotos de autores conhecidos ou não da maioria.

Por exemplo, quem nunca deu boa risadas com o Mr. Bean?
Pois é, o Mr. Bean na verdade é uma criação de Rowan Atkinson, um comediante inglês que se formou em Engenharia Elétrica pela Universidade de Oxford, e garanto a vocês que o Mr. Bean não é uma de suas melhores criações!
Seguem algumas criações desse cara fantástico!







terça-feira, 11 de maio de 2010

Fuga Alucinante

Um cara...
Em uma redovia...
Em uma fuga desesperada da polícia
Três viaturas em perseguição...
E ele apenas com uma bicicleta!

video

Débil Metal

Caminhando no escuro
Só sobraram alguns biscoitos
Não é pra você
eu sei que ainda não é
Eu não consigo explicar
Derrete na minha boca
Morrendo por uma pipoca

Você não entende?

Você não entende, menino?
Então, Balance a cabeça
Então, Balance a cabeça, Otário!
Sem mais idéias, está acabado


Sempre tive uma certa repulsa a essa letra do mamonas assasinas e nunca entendi direito o pq dela.
Ela reflete oq muita gente pensa sobre as pessoas que escutam Metal.
Não entendemos porra nenhuma do que estão ouvindo e so ficamos batendo cabeça.
Bem, quem escuta sabe que não é assim. Isso que interessa, certo?
E você, é um Debil Metal?
Você se preocupa em saber oq está ouvindo?
Você se preocupa em saber a ideologia das bandas que segue? O que eles pregam?
Você é uma pessoa negra Black Metal ferforoso, que escuta bandas com letras Nazistas?
Com integrantes que odeiam "Latinos" e pessoas que não sejam de sua raça?
Acha legal bandas que falam das mulheres como objeto sexual e faz isso também?
Sabe realmente oq quer dizer "ANARQUIA"?
E o pentagrama que vc está usando? Sabe oq significa?
Segue bandas "Odinistas" simplesmente por falarem da cultura nórdica, mas não sabe que no fundo algumas tem ideologia anti-cristãos e nazistas?
Idolatra vocalistas por terem cometido assasinatos e tem olho castanho, ja soube alguma vez q pra ele somente as pessoas que tem olho azul são as perfeitas, que castanho é cor de merda?
Usa uma cruz invertida e sai por aé pregando o satanismo, mas procurou realmente saber sobre o assunto, ao invés de somente se auto proclamar "Satanista"?
Você não tem que seguir tudo ao pé da letra, nem tudo oq escutamos é oq realmente vivemos ou fazemos, mas bem...
Se informe, pesquise, pergunte.
Escute oq lhe agrada mas também oq lhe trás conteúdo.
Não seja um fã "Oba-oba" .
Não seja um Débil Metal.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

O Assalto

Luís Fernando Veríssimo


- Alô? Quem tá falando?
- Aqui é o ladrão.
- Desculpe, a telefonista deve ter se enganado, eu não queria falar com o dono do banco. Tem algum funcionário aí?
- Não, os funcionário tá tudo refém.
- Há, eu entendo. Afinal, eles trabalham quatorze horas por dia, ganham um salário ridículo, vivem levando esporro, mas não pedem demissão porque não encontram outro emprego, né? Vida difícil… Mas será que eu não poderia dar uma palavrinha com um deles?
- Impossível. Eles tá tudo amordaçado.
- Foi o que pensei. Gestão moderna, né? Se fizerem qualquer crítica, vão pro olho da rua. Não haverá, então, algum chefe por aí?
- Claro que não mermão. Quanta inguinorânça! O chefe tá na cadeia, que é o lugar mais seguro pra se comandar assalto!
- Bom… Sabe o que é? Eu tenho uma conta…
- Tamo levando tudo, ô bacana. O saldo da tua conta é zero!
- Não, isso eu já sabia. Eu sou professor! O que eu queria mesmo era uma informação sobre juro.
- Companheiro, eu sou um ladrão pé-de-chinelo. Meu negócio é pequeno. Assalto a banco, vez ou outra um sequestro. Pra saber de juro é melhor tu ligá pra Brasília.
- Sei, sei. O senhor tá na informalidade, né? Também, com o preço que tão cobrando por um voto hoje em dia… Mas, será que não podia fazer um favor pra mim? É que eu atrasei o pagamento do cartão e queria saber quanto vou pagar de taxa.
- Tu tá pensando que eu tô brincando? Isso é um assalto!
- Longe de mim pensar que o senhor está de brincadeira! Que é um assalto eu sei perfeitamente; ninguém no mundo cobra os juros que cobram no Brasil. Mas queria saber o número preciso: seis por cento, sete por cento?
- Eu acho que tu não tá entendendo, ô mané. Sou assaltante. Trabalho na base da intimidação e da chantagem, saca?
- Ah, já tava esperando. Você vai querer vender um seguro de vida ou um título de capitalização, né?
- Não… Já falei… Eu sou… Peraí bacana… Hoje eu tô bonzinho e vou quebrar o teu galho.
(…um minuto depois)
- Alô? O sujeito aqui tá dizendo que é oito por cento ao mês.
- Puxa, que incrível!
- Incrive por quê? Tu achava que era menos?
- Não, achava que era mais ou menos isso mesmo. Tô impressionado é que, pela primeira vez na vida, eu consegui obter uma informação de uma empresa prestadora de serviço pelo telefone em menos de meia hora e sem ouvir ‘Pour Elise’.
- Quer saber? Fui com a tua cara. Acabei de dar umas bordoadas no gerente e ele falou que vai te dar um desconto. Só vai te cobrar quatro por cento, tá ligado?
- Não acredito! E eu não vou ter que comprar nenhum produto do banco?
- Nadica de nada, já tá tudo acertado!
- Muito obrigado, meu senhor. Nunca fui tratado dessa…
(de repente, ouvem-se tiros e gritos)
- Ih, sujou! Puliça!
- Polícia? Que polícia? Alô? Alô?
(sinal de ocupado…)
- Droga! Maldito Estado: quando o negócio começa a funcionar, entra o Governo e estraga tudo!

A vingança...

“Satânico é meu pensamento a teu respeito e ardente é o meu desejo de apertar-te em minhas mãos, numa sede de vingança incontestável pelo que me fizeste ontem.
A noite era quente e calma e eu estava em minha cama, quando, sorrateiramente, te aproximaste.
Encostaste o teu corpo sem roupa no meu corpo nu, sem o mínimo pudor! Percebendo minha aparente indiferença, aconchegaste-te a mim e mordeste-me sem escrúpulos.
Até nos mais íntimos lugares.
Eu adormeci.
Hoje quando acordei, procurei-te numa ânsia ardente, mas em vão. Deixaste em meu corpo e no lençol provas irrefutáveis do que entre nós ocorreu durante a noite.
Esta noite recolho-me mais cedo, para na mesma cama te esperar….. Quando chegares, quero te agarrar com avidez e força.
Quero te apertar com todas as forças de minhas mãos.
Só descansarei quando vir sair o sangue quente do seu corpo..
Só assim, livrar-me-ei de ti……
pernilongo Filho da puta!!!

roubado do www.piras.com.br

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Meu pai, meu ídolo.

Vcs já devem ter percebido a quantidade de post´s aqui que tiveram como tema; meu pai.
Seja em vídeo ou em algum dos seus vários "ensinamentos" meu pai acaba me servindo como uma fonte inspiradora, seja ela de bom gosto ou não.
uma das coisas que tenho que aguentar é seu péssimo gosto musical, porém se não fosse ele, eu não conheceria alguns desses clássicos que irei listar agora abaixo e claro "jurumango" clássico mor do cantor Pinduca, postado no post sobre as celebridades da Praça Apa. (Mas que infelismente o link saiu do ar, quem usar o Lastfm pode escutar aqui)
Acreditem, oq ele mais gosta de fazer, é cozinhar cantando ou simplesmente murmurando melodias maravilhosas como essas:







É triste eu sei...mas pai a gente não escolhe, né?
Related Posts with Thumbnails