sábado, 7 de agosto de 2010

Por que a vida não é tão fácil como em um filme pornô?

Se você é do tipo puritano, religioso ou apenas uma alma um pouco tímida e nunca viu nenhum, deixe-me explicar. Em um filme pornô todo mundo está sempre em forma, nunca aparece ninguém para atrapalhar na hora “H”, e se aparece é geralmente outra mulher e independente do que ela seja; mãe , irmã, esposa, tia, avó, vizinha, professora, etc ... é sempre gostosa, bonita e vai achar tudo o maior barato e entrar no meio. As pessoas vivem em casas elegantes ou estão em jardins, fazendas, parques, hospitais, estacionamentos... Completamente sozinhos!

As camisinhas nunca estouram e nunca se esquecem de tomar o anticoncepcional.

Não se sente câimbras ao fazer posições acrobáticas. Dor de cabeça não existe e muito menos menstruação. Ninguém tem que responder prontamente a algum chamado estomacal emergencial ou deixar escapar alguma flatulência.

Todos têm ótimos padrões de vida, e um “Oi!”, um “Que gostosa!” ou um “Sujei minha gravata de queijo derretido”, sempre terminam em sexo. Não interessa qual merda o cara diga, será sempre o suficiente para arrancar um sorriso e abrir algumas pernas.

Já dizia o poeta; “Cada enxadada uma minhoca.”

E pq diabos as mulheres (a grande maioria) insiste em achar um cara que assiste filmes adultos, um monstro? Um dissimulado, um punheteiro de merda ou simplesmente; Safado?

Vocês não conseguem ver o sentido educativo da coisa?

Filmes adultos são praticamente uma videoaula, (Aprendam: Escreve-se “videoaula”, sem hífen, pois o acordo ortográfico estabelece que não se usa hífen quando o prefixo termina em vogal diferente da que inicia o segundo elemento. Agradeçam ao Google) como uma de culinária ou de técnicas de guitarra qualquer.

“Adicione o tempero, espere até que a carne fique macia e acrescente o recheio de molho branco no frango”

“Faça uma pestana com os dois dedos na quarta casa”

Não estão muito longe de:

“Vaaaai, enfia tudo gatão”

Afinal o princípio é o mesmo, ensinar alguém como se faz algo direito.

Então mulheres, quando dissermos que assistimos ou por acaso nos pegarem vendo algum, pensem; “Estamos trabalhando para fazer um mundo melhor, para você.”

Claro q tem algumas pessoas que realmente precisam de um acompanhamento especial, aulas com profissionais, como se fosse um reforço. Você geralmente os reconhece pelo seu bom condicionamento físico de tanto subir e descer escadas.

Não sou puritano, mas não vejo lógica em pagar por sexo, nem ao menos “dar uma olhadinha”. Nada contra as pessoas, as profissionais, mas da situação em si.

Você já pode ter bebido com alguma dessas profissionais, ter até ficado com uma e nem faz idéia, já parou pra pensar nisso?

Profissionais do sexo também tem vida social, oras!


Na verdade, elas poderiam até serem tomadas com um exemplo de administração.

Procuram um local de fácil acesso para atender seus clientes ou até mesmo atendem em domicílio. O nível preço da mercadoria x demanda x qualidade do produto é sempre proporcional. Investem em marketing, seja ele boca a boca ou com anúncios no jornal. A alta concorrência faz com que busquem sempre a fidelização de seus clientes e tem até as “atualizadas” que aproveitam da era da informação e oferecem seus serviços pela internet.

E o mais importante, o quesito atendimento!

Nesse, elas são imbatíveis, pq é garantia que o cliente sempre sairá satisfeito.

Texto inspirado por amigos freqüentadores e dependentes desse tipo de serviço e entretenimento e ótimos contadores de história e por discussões sobre comportamento em sala de aula.

Um comentário:

Dafne disse...

Aeeeee, finalmente o texto do filme pornô!

Related Posts with Thumbnails